Seja bem-vindo. Hoje é

TRANSIÇÃO

Em O Livro dos Espíritos, Kardec  pergunta:

961. No momento da morte, qual é o sentimento que domina a maioria dos  homens? A dúvida, o medo ou a esperança? R: A dúvida para os descrentes  endurecidos, o medo para os culpados, a esperança para os homens de bem.

De acordo com o modo que vivemos  a vida durante a encarnação, nossa passagem pode ser-nos agradável ou cheia de  perturbações, em decorrência do maior ou menor apego que tenhamos em relação às  coisas materiais.


Ao reencarnarmos, nos unimos  molécula a molécula ao novo corpo material, formando pontos de contato que nos  prendem a este corpo. Durante a vida, pelo bem que façamos, vamos rompendo  esses pontos de contato, devido a nossa maior relação com as questões  espirituais e quando chegar nosso momento derradeiro, como grande parte desses  pontos estarão rompidos, nossa separação se dará sem choque nem sofrimentos.  Se, do contrário, formos apegados à vida material e nos deixarmos envolver por  ela, mais do que às questões espirituais, teremos dificuldades em romper os  pontos e quando a morte do corpo chegar, como ainda existirão inúmeros pontos  de contato ligados entre corpo e períspirito, haverá por isso uma resistência  que dificultará a libertação da vida física, podendo gerar sofrimentos e  angústia, chegando ao ponto de o Espírito sentir a decomposição do próprio  corpo.


André Ariovaldo http://www.forumespirita.net



Abraços fraternos